quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Os 10 maiores matemáticos de todos os tempos

10-Pitágoras de Samos



Pitágoras foi um matemático grego e um dos primeiros grandes matemáticos. Ele também é comumente creditado com o Teorema de Pitágoras dentro da trigonometria, ele descobriu grandes propriedades dos números. Uma fórmula deste grande matemático você deve conhecer: Hipotenusa² = Cateto² + Cateto².

9-Andrew Wiles 


Ele è o único matemático vivo nesta lista. Ele è professor na grande Universidade de Princeton. A partir dos anos 80 ele se consagrou como matemático por sua demonstração do mais famoso desafio matemático de todos os tempos, o teorema de Fermat.

8-Isaac Newton



Isaac,foi um cientista inglês reconhecido como físico e matemático,embora também tenha sido filósofo natural,teólogo,mecânico e astrônomo. Sua obra, "Philosophiae Naturalis Principia Mathematica" , é considerada uma das mais influentes na história da ciência. Esta obra foi Publicada em 1687, que descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton, que fundamentaram a mecânica clássica. 


7-Leonardo Fibonacci



Leonardo Fibonacci, também conhecido como Leonardo Pisano, é talvez um dos maiores matemáticos da idade média. Viveu entre 1170-1250, ele é mais conhecido por introduzir a infame série de Fibonacci para o mundo ocidental. Fibonacci contribuiu grandemente para a introdução do sistema de numeração árabe.


6-Alan Turing



Alan Turing foi um matemático, lógico e cientista da computação. Teve enorme influência no desenvolvimento da ciência da computação e proporcionou uma formalização do conceito de algoritmo, desempenhando um papel importante na criação do moderno computador. Devido a todos os seus grandes feitos Alan Turing  è conhecido como o Pai da ciência da computação.

5-René Descartes



René foi um filósofo francês, físico e matemático. Ele obteve grande reconhecimento por sugerir a fusão da álgebra com a geometria, fato que gerou a geometria analítica e o sistema de coordenadas. Por fim, è bem reconhecido até hoje e para muitos ele è o "Pai da Matemática".

4-Euclides



Euclides nasceu em Alexandria, no Egito, foi um professor, matemático e escritor, ele è muitas vezes referido como o "Pai da Geometria". Além de sua principal obra, Os Elementos, ele também escreveu sobre geometria esférica, teoria dos números e perspectivas. A sua obra, Os elementos è uma das mais influentes na história da matemática. Servindo como o principal livro para o ensino de geometria desde a sua publicação até o fim do século XIX.

3-Bernhard Riemann



Bernhard Riemann, nascido de uma família pobre, subiria para se tornar um dos maiores matemáticos proeminentes do século 19. A lista de contribuições para a geometria são grandes, e ele tem uma vasta gama de teoremas que levam o seu nome. Para citar apenas alguns: Geometria Riemanniana, Riemann Surfaces e Riemann Integral. No entanto, ele é talvez o mais famoso por seu problema, "Hipótese de Riemann." , um problema extremamente complexo sobre o assunto da distribuição de números primos.

2-Carl Friedrich Gauss



Carl foi um matemático alemão, com contribuições fundamentais para a análise e geometria diferencial . Johann Friederich Carl Gauss nasceu em Brunswick, Alemanha. De família humilde mas com o incentivo de sua mãe obteve brilhantismo em sua carreira. Estudando em sua cidade natal, certo dia quando o professor mandou que os alunos somassem os números de 1 a 100, imediatamente Gauss achou a resposta - 5050 - aparentemente sem cálculos. Supõe-se que já aí houvesse descoberto a fórmula de uma soma de uma progressão aritmética.Suas pesquisas matemáticas continuaram em teoria das funções e Geometria aplicada à teoria de Newton. Em Geodésia inventou o helìtropo, aparelho que transmite sinais por meio de luz refletida e em Eletromagnetismo inventou o magnetômetro bifiliar e o telégrafo elétrico. Sua única ambição era o progresso da Matemática pelo que lutou até o momento em que se conscientizou do fim por sofrer de dilatação cardíaca. Gauss morreu aos 78 anos e é considerado o "príncipe da Matemática".


1-Leonhard Euler



 Viveu entre 1707-1783, ele é considerado o maior matemático de todos os tempos. Ele nasceu na Suíça e passou a maior parte da vida na Alemanha e na Rússia. Euler fez importantes descobertas em campos variados nos cálculos e grafos. Ele também fez muitas contribuições para a matemática moderna no campo da terminologia e notação, em especial para as análises matemáticas, como a noção de uma função matemática. Além disso tornou-se célebre por seus trabalhos em mecânica, óptica, e astronomia. Uma declaração atribuída a Pierre-Simon Laplace manifestada sobre Euler na sua influência sobre a matemática: "Leiam Euler, leiam Euler, ele é o mestre de todos nós.Euler trabalhou em quase todas as áreas da matemática: geometriacálculo infinitesimaltrigonometriaálgebra e teoria dos números, bem como deu continuidade na física, newtoniana, teoria lunar e outras áreas da física. Ele é uma figura seminal na história da matemática, suas obras, muitas das quais são de interesse fundamental, que ocupam entre 60 e 80 volumes. O nome de Euler está associado a um grande número de temas.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

PROBLEMAS COM DADOS FRACIONÁRIOS


  1. Paulo possui em seu sítio 40 porcos, 8 vacas e 60 frangos. Determine a fração que representa os mamíferos.                                                                                   R = 4/9

  1. Se 2/3 dos 45 alunos de uma sala usam óculos, calcule o número de alunos que não usam óculos.                                                                                                               R = 15

  1. Decorridos 3/10 de um dia, que horas um relógio marcará neste momento?      R = 7h12min

  1. Determine a soma dos termos de uma fração equivalente a 7/11 cujo numerador é 42. R = 108

  1. Paulo gastou 5/7 do dinheiro que possuía em compras e lhe sobrou 400 reais. Determine a quantia que Paulo possuía antes da compra.                                                     R = 1400

  1. Emerson comprou uma moto, deu 2400 reais de entrada e o resto em 12 prestações iguais, cada qual correspondendo a 1/15 do preço da moto. Determine o preço pago pela moto. R = 12000

  1. Numa certa cidade 3/16 dos moradores são de nacionalidade estrangeira. Se o total de habitantes é 56400, calcule o número de habitantes brasileiros nessa cidade. R = 45825

  1. O colégio Barão possui 2940 alunos. Sabendo-se que 3/10 desses alunos praticam futebol e 2/7 praticam natação, determine o número de alunos que não pratica nenhuma das duas modalidades esportivas.                                                                            R = 1218.

  1. Calcule a soma entre o dobro de 3/5 com o triplo de 16/9.                               R = 98/15

  1. Nadia gastou 1/3 da farinha de trigo que possuía para fazer um bolo para suas amigas, mais tarde resolveu gastar 5/8 do restante da farinha para fazer uma torta. Determine a fração da farinha que sobrará.                                                                                         R = 3/4

  1. Determine a soma dos inversos dos números 10 e 4/10.                                  R = 13/5

  1. A professora de matemática de Aline pediu uma pesquisa informativa sobre os moradores do seu bairro. Feita a pesquisa, Aline concluiu que: 1/2 dos moradores são menores de 18 anos e 1/2 dos restantes são homens. Se as mulheres residentes nesse bairro são 130, determine o número de moradores do bairro.                                                                     R = 520

  1. Nilson construiu sua casa em 3/7 do seu lote. Dias depois plantou frutas em 1/3 do restante. Determine que fração do terreno foi destinada ao plantio de frutas.               R = 4/12

  1. Aline querendo renovar seu material escolar, destinou 4/5 de sua mesada para compra destes materiais. Logo após a compra, gastou 1/2 do que gastou em material escolar na compra de algumas revistas. Determine a fração da mesada gasta na compra de livros.      R= 2/5


A maneira como resolvemos uma situação problema é sempre a mesma, o que as tornam diferentes é a estratégia de resolução, pois cada uma delas envolve um conteúdo diferente.
Levando em consideração os problemas matemáticos que envolvem números fracionários, podemos utilizar como estratégia na sua resolução: a construção de figuras que representem os inteiros ou partes deles (fração), o equacionamento do problema, a utilização de operações inversas ou até mesmo porcentagens e regras de três simples.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Exercícios resolvidos - TEOREMA DE TALES

1) Determine o valor de x em cada uma das figuras, sabendo que:
a)













RESPOSTA:
7x = 168
x=168  
      7
x= 24

b) 












RESPOSTA:
5x – 5 = 3x
5x – 3x = 5
2x= 5
x =  5  
      2 
x = 2,5

c) 















RESPOSTA:
x+1    =  3  
   4         x
x2 + x = 12

x+ x – 12 = 0  equação do 2º grau    

























x = 3


d)













RESPOSTA:

  =   3x - 1 
6         4x+2

4.( 4x + 2) = 6.( 3x – 1 )
 
16x + 8 = 18x – 6
 
16x -18x = -6 – 8
 
-2x = - 14  (-1)
 
2x = 14
 
x =  14  
        2
x = 7

2) No triângulo ABC da figura abaixo temos que  DE//BC Sabendo que a medida do lado BC do triângulo é 14 cm, calcule as medidas dos lados AB e AC o perímetro desse triângulo.












RESPOSTA:

x -1 = x + 4 
  3         x
x.( x -1 ) = 3.( x + 4 )
 
x– x = 3x + 12
 
x– x - 3x – 12 = 0
 
x– 4x – 12 = 0  equação do 2º grau.

























x = 6


Resposta final
AB = 8 cm, AC = 16 cm
Perímetro: 8 + 16 + 14 = 38 cm


3) No triângulo da figura abaixo, as medidas são consideradas em centímetros. Se BC=32 cm, calcule o valor de x – y.








RESPOSTA:
x   = 10 
y       6
como,  BC = x + y = 32, podemos aplicar um das propriedades da proporção.

x + y = 10 + 6
    y          6

  32  = 16   
    y       6

16y = 192

y =   192  
         16
y=12 cm

Sendo y = 12 cm; x= 20 cm

Resposta final: x – y = 20 – 12 = 8 cm



4)Uma quadra de um loteamento tem a forma da figura abaixo. Na figura estão indicadas,em metros, algumas medidas dessa quadra. Como DE é paralelo a BC, a quadra foi dividida em dois lotes. Determine o perímetro de cada um desses lotes.




















RESPOSTA:

160y = 7200

y = 7200  
        160
y= 45

Se y= 45, logo x= 120 – 45 = 75

x = 75 e y = 45

Calculando os perímetros dos lotes.

Lote 1
100 + 75 + 30 = 205 metros

Lote 2
60 + 45 + 30 + 50 = 185 metros.

5) Considere um triângulo ABC, onde o lado AB mede 18 cm, e o lado BC mede 12 cm.  Traçamos uma reta paralela ao lado B do triângulo, que irá cortar  o lado AB  no ponto D e o lado BC  no ponto E, tal forma que AE = 9cm e EC = 3 cm.
Descubra as medidas dos segmentos AD e BD .

RESPOSTA:
Em primeiro lugar vamos fazer o desenho do triângulo ABC.















  x    9  
  y       3

x  + y  = 9 + 3  
   y            3

  18    =  12  
   y          3

12y = 54

y =   54  
        12
y= 4,5 cm

x = 18 – y

x = 18 – 4,5

x = 13,5 cm

6) Duas avenidas têm origem em um mesmo ponto A e cortam duas ruas paralelas, como mostra a figura:










Na primeira avenida, os quarteirões determinados pelas ruas paralelas medem 50 m e 80 m, respectivamente. Na segunda avenida, partindo de A, a medida do primeiro quarteirão é 36 m menor que a medida do segundo quarteirão. Qual é a medida dos quarteirões dessa segunda avenida?

RESPOSTA:

  50  x -36 
  80        x

80x – 2880 = 50x

80x -50x = 2880

30x = 2880

x= 2880  

x= 96

 x – 36
96 – 36 = 60

Resposta final: um mede 60 metros e o outro 96 metros.


7) Dois postes perpendiculares ao solo estão a uma distância de 4 m um do outro, e um fio bem esticado de 5 m liga seus topos. Prolongando esse fio até prendê-lo no solo, são utilizados mais 4 m de fio. Observe a figura:











Determine a distância entre o ponto onde o fio foi preso ao solo e o poste mais próximo a ele.

RESPOSTA:
  4  = x  
  5     4 

5x = 16

x = 16
      5
x= 3,2 metros

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

MATEMÁTICA FINANCEIRA - EXERCÍCIOS

01. (UFMA – 2004) Sobre o salário bruto do empregado X incide um desconto de 11% referente ao INSS. Se o salário bruto de X é igual R$ 1.760,00, então esse desconto em reais é de:

a) 176,00    b) 193,60    c) 139,60    d) 163,90    e) 173,60

  Resposta: b

02. (UFCE – 2004) O metalúrgico Dirceu começou a trabalhar em uma empresa de Santo André/SP no dia 01/01/2000. Pelo contrato de trabalho, a empresa aumentaria 10% no salário de Dirceu a cada dia 1º de janeiro dos anos subsequentes. O salário de Dirceu em janeiro de 2003 teve um aumento total, com relação ao salário inicial, de:

a) 21,0%    b) 21,1%    c) 30,0%    d) 33,1%

 Resposta: d

03. (UECE – 2005) Um comerciante vendeu dois eletrodomésticos pelo mesmo valor. Um deles foi vendido com prejuízo de 30% e o outro com lucro de 30%, em ambos os casos sobre o preço de aquisição desses bens. No total, em relação ao capital investido (custo dos eletrodomésticos), o comerciante:

a) lucrou 13%    b) lucrou 9%    c) teve prejuízo de 9%    d) nem lucrou e nem perdeu

Resposta: d

04. (UECE – 2006) Uma companhia de aviação alugou uma aeronave de 100 lugares para uma excursão dos alunos da Faculdade MCF. Cada aluno deve pagar R$ 800,00 por sua passagem. Além disso, cada um dos passageiros deve pagar uma taxa de R$ 16,00 por cada lugar não ocupado do avião. Nesta transação a quantia máxima que a companhia pode receber é:

a) R$ 80.000,00    b) R$ 90.000,00    c) R$ 116.000,00    d) R$ 128.000,00

Resposta: b

05. (UECE – 2007) As ações da Empresa MCF valiam, em janeiro, R$ 1.400,00. Durante o mês de fevereiro, houve uma valorização de 10% e, no mês de março, uma baixa de 10%. Após esta baixa, o preço das ações ficou em:

a) R$ 1.352,00    b) R$ 1.386,00    c) R$ 1.400,00    d) R$ 1.426,00

 Resposta: b

06. (UECE – 2007) A prestação da casa própria de João consome 30% do seu salário. Se o salário é corrigido com um aumento de 25% e a prestação da casa com um aumento de 20%, a nova percentagem que a prestação passou a consumir do salário do João é

a) 22,5%    b) 24,5%    c) 26,8%    d) 28,8%

Resposta: d

07. (UECE – 2007) Gilberto é agricultor e deseja aumentar a área de sua roça, que tem a forma de um quadrado, em 69%. Se a roça, depois de ampliada, continua tendo a forma de um quadrado, então a medida do lado do quadrado da roça inicial deve ser aumentada em:

a) 18%    b) 22%    c) 26%    d) 30%

Resposta: d

08. (UECE – 2008) Uma fatura foi paga com acréscimo de 12% sobre o seu valor nominal, porque o pagamento foi efetuado após o vencimento. Se o valor pago foi R$ 1.209,60, então o valor nominal da fatura estava entre:

a) R$ 1.030,00 e R$ 1.045,00.
b) R$ 1.045,00 e R$ 1.060,00.
c) R$ 1.060,00 e R$ 1.075,00.
d) R$ 1.075,00 e R$ 1.090,00.
 Resposta: d

09. (UNESP – 2002) Um advogado, contratado por Marcos, consegue receber 80% de uma causa avaliada em R$ 200 000,00 e cobra 15% da quantia recebida, a título de honorários. A quantia, em reais, que Marcos receberá, descontada a parte do advogado, será de

a) 24 000    b) 30 000    c) 136 000    d) 160 000    e) 184 000


 Resposta: c

A MATEMÁTICA E AS OUTRAS CIÊNCIAS - TEXTO COLABORATIVO

Para todas as pessoas que estudam um mínimo de matemática, há sempre algumas perguntas insistentes: “Qual a aplicação prática da matemática, de todas as suas equações e contas?” “Para que serve tudo isso?”
É bem verdade que a forma como se estuda a matemática durante a vida escolar nos leva a pensar desse modo. Não se entende onde e quando a fórmula de Báskara vai ser útil para a vida e não se vê a razão de calcular sistemas ou ainda frações que “a olho nu” parecem apenas úteis no plano teórico.
Mas a Matemática não é apenas uma quantidade imensa de cálculos e equações. Ela é uma ciência complexa e como tal faz parte da vida prática do ser humano em todos os momentos, ainda que essa presença pareça imperceptível.
Os mecanismos que coordenam o mundo em geral têm certas regras que são impossíveis de serem descobertas sem a matemática. Mas isso não quer dizer que essa Matemática é feita de equações, contas ou qualquer parte da Matemática acadêmica. Tratam-se de leis naturais que existiriam mesmo sem o conhecimento matemático teórico. Mas então qual a relação da Matemática com a vida prática?
É bastante simples entender. A existência dessas leis naturais é independente, mas só a Matemática nos dá a oportunidade de entendê-las e agir sobre as mesmas. Ela nos dá a possibilidade de interagir com a natureza, modificando-a em nosso favor. Para ficar mais fácil de entender, vamos usar um exemplo prático.
Para um avião voar com estabilidade e se locomover, há a necessidade de a propulsão dos motores ser igual à pressão da resistência do ar. Sem essa propriedade, não haveria a possibilidade de locomoção aérea. Mas como saber quando essas duas propriedades entram em igualdade? É nessa tentativa de descobrir que a Matemática exerce o seu papel. É ela que vai calcular qual deverá ser a propulsão dos motores.
Este é um dos muitos exemplos que nos faz ver a importância das leis matemáticas. Ela está constantemente interagindo com a Física, proporcionando-nos o desenvolvimento tecnológico, um conhecimento mais aprofundado da natureza e do universo em geral.
Mais um exemplo de ciência que está diretamente ligada à matemática é a astronomia. Desde a antiguidade os astrônomos lançam mão da matemática para fazerem suas observações. Aliás, foi através da astronomia que a matemática se desenvolveu muito no império árabe.
Os astrônomos desse período descobriram um modo de calcular a distância da Terra até outros astros. Esse modo era baseado nos estudos de ângulos e retas. Foi assim que surgiu a trigonometria, área da matemática muito utilizada até hoje.
Quando analisamos dados como distância entre um astro e outro, o diâmetro de um planeta ou também o tempo estimado para chegar até algum lugar no espaço, há de se lembrar que o responsável pela obtenção de todos esses valores não é algum satélite ou similar. Todos esses valores são calculados através de equações algébricas.
Além da astronomia, várias outras áreas presentes no nosso dia a dia (até mais que a astronomia) estão diretamente relacionadas com a Matemática. Um bom exemplo é a estatística, área que já é considerada uma ciência a parte da matemática, mas inevitavelmente forte ligação com a mesma.
Ainda que a estatística seja uma ciência exata voltada para a vida prática e social, ela não é perfeita, ou seja, em qualquer cálculo estatístico há também a probabilidade de erro. O seu principal objetivo é fazer entender de uma maneira mais prática alguns fatores como vendas, taxas, médias, probabilidades, etc. Isso é feito em 3 etapas básicas para uma pesquisa estatística: levantamento, organização e análise dos dados colhidos, sendo nesta última que a matemática entra com mais intensidade. Depois de já ter os dados colhidos e organizados, o pesquisador deve analisar os mesmos com a finalidade de chegar a um resultado concreto.Vejamos um exemplo. Para descobrir a média de venda anual de um produto qualquer:
MêsVenda (Unidades)
Janeiro510
Fevereiro400
Março512
Abril321
Maio399
Junho495
Julho352
Agosto478
Setembro350
Outubro301
Novembro552
Dezembro740
  Fonte: Dados hipotéticos

A média de venda anual é de 442.5 unidades por mês. Esse valor permite ao fabricante calcular seus possíveis lucros e organizar, assim, o orçamento dessa empresa.
Os meses de menor número de vendas são abril e outubro, e os que têm maior vendagem são novembro e dezembro. A partir disso, o fabricante pode planejar estratégias publicitárias nos meses corretos.
Esses dados permitem ao pesquisador obter varias informações, que serão de grande utilidade para o fabricante do produto.
Este exemplo prático nos permite observar como a matemática interage com a sociedade. Ela nos permite, por exemplo, fazer previsões ou calcular valores úteis para planejamentos. O seu estudo é inevitável para a maioria das profissões de nível superior, inclusive nas ciências humanas. Estas estudam a chamada “matemática instrumental” que varia de uma área para outra, não como grandezas independentes, mas como partes da matemática tendo utilidade de diversas formas.
Nas ciências naturais, vemos a matemática presente também na química. Com certeza ela não seria tão exata se não tivéssemos um sistema de pesos e medidas eficiente. Experiências práticas na área da química seriam bem mais vagas. Isso afetaria também a área da medicina, pois sem esta exatidão os medicamentos estariam sendo feitos de forma bastante precária e qualquer erro na quantidade de produto a ser usada poderia comprometer o tratamento dos pacientes.
Estudantes e pesquisadores de química sabem que essa ciência é praticamente dependente da matemática. Em qualquer resultado que se queira chegar, há a necessidade de calcular algum valor, ou seja, das equações químicas.
Não apenas em cálculos ou pesagens, mas áreas um pouco mais complexas da matemática também estão presentes na Química, como o logaritmo. Para conseguir alguns resultados em química, é necessário utilizar o logaritmo, como no cálculo do pH de uma substância qualquer utiliza-se a seguinte fórmula:
PH = - log [ H ]
Em uma equação química como esta temos, inevitavelmente, que usar a matemática. É ela que vai nos dar a possibilidade de saber se uma substância é considerada básica, neutra ou ácida, por exemplo.
Dentre outros exemplos que podemos citar sobre a utilização da matemática, utilizaremos a economia. Não apenas através de números concretos, mas a economia usa muito da álgebra para calcular os índices econômicos importantíssimos para um país. Para demonstrar essa utilização, usaremos um índice muito comentado ultimamente, o RISCO - PAÍS.
Esse valor é calculado com referência nos títulos do tesouro americano. Na prática, o risco de investir no país só compensa se os juros estiverem sendo negociados a uma taxa de 17,7 pontos acima do título americano. Por exemplo, se um título americano fechar com juros de 5,3% ao ano, o brasileiro deverá ter uma taxa de 23% ao ano.
Investimento, câmbio, taxas de juros, valores, etc. Sem eles não haveria nem razão de estudar economia. E sem a matemática, não haveria maneira de calculá-los. É ela influenciando inclusive nas finanças de um país.
Na construção civil, a Matemática é ferramenta constante. Engenheiros, arquitetos tem essa ciência como principal instrumento no desenvolvimento de projetos de edifícios, casas, monumentos, etc.
Uma estrutura de um edifício, quando é mal projetada, tem grandes chances de vir a desabar ou no mínimo ter problemas estruturais. Existem vários casos em que a má projeção da construção faz com que o edifício tenha problemas de rachaduras ou ainda problemas mais graves como o desmoronamento.
Nessa área, uma parte da matemática muito utilizada é a trigonometria, ou seja, o estudo dos ângulos. Esses são essenciais para projetos e execução de construções.
Sem a matemática e o desenvolvimento da trigonometria, seria possível que estivéssemos vivendo em construções muito mais precárias, talvez até com outro tipo de material.
Em suma, a matemática está presente no nosso cotidiano. Possivelmente pouquíssimo desenvolvimento tecnológico teria acontecido sem a matemática e, descoberta da mesma. Descoberta ou invenção???

Esse é um tema bastante polêmico no estudo da matemática, embora não seja muito discutido nas áreas que já citamos, pois elas usam a parte prática da matemática, não se interessando em sua origem ou explicações teóricas. Talvez não haja espaço para essa discussão na Matemática Instrumental, mas os estudiosos da Matemática como ciência têm esse assunto presente constantemente no estudo dela.
Depois de discutir sobre as ciências que têm a Matemática como grande ferramenta, discutiremos também sobre a origem da ciência matemática, pois, depois de saber que a matemática está presente nas nossas vidas constantemente, é interessante saber também como ela surgiu e maiores discussões que estão em torno dela.
Em relação à origem matemática, existem duas correntes que têm explicações diferentes. A primeira diz que a matemática foi descoberta, ou seja, tem existência independente, como se ela já fizesse parte do universo e o único papel do homem foi descobri-la. A outra corrente afirma que a matemática foi inventada pelos seus estudiosos e só passou a fazer parte do mundo a partir do momento que alguém passou a estudá-la.
Os argumentos são os mais variados possíveis, ainda que a grande maioria deles esteja voltada para a afirmação de que a matemática foi descoberta. O mais comum desses argumentos é que muitas das equações e fórmulas foram descobertas por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, sem nenhum tipo de contato entre elas. Isso provaria, na concepção dos que acreditam na descoberta da matemática, que a matemática já existe e essas pessoas apenas descobriram-na.
Um exemplo disso foi a descoberta do cálculo diferencial. Dois matemáticos, Newtom e Leibniz, descobriram-no ao mesmo tempo e por algum período houve discussões em torno de quem seria realmente o descobridor. Essa disputa causou uma série de divergências entre os dois.
Na Grécia antiga, os matemáticos acreditavam na teoria da descoberta. Eles tinham uma idéia de que toda a matemática estava “guardada” em um lugar (não necessariamente físico) chamado Holos, apenas esperando para ser descoberta. Os árabes também acreditavam que a matemática estava no mundo superior.
Do lado contrário, aqueles que acreditam na criação da matemática argumentam que todo o trabalho de elaborar uma equação ou algo similar é mérito de quem a faz, não da Matemática por ela mesma, como uma coisa independente de tudo. Eles acham impossível ter tanta complexidade já existente de modo passível, na “espera”.

Outros ainda preferem ver a matemática como uma forma de arte e como tal sendo fruto da criação de pessoas com uma capacidade “artística”. Esses se consideram artistas, ainda que o número de adeptos dessa linha de pensamento seja pequeno.